sexta-feira, 3 de fevereiro de 2012

/agora é oficial: jornalista


Lá se foram quatro anos de muitas emoções. Surpresas boas e ruins, nada mau para uma jornalista que deve se acostumar com a verdade, nua e crua. Como diria o "rei", "se chorei ou se sofri, o importante é que emoções eu vivi".

Uma jornada em que quase morri na entrega de cada trabalho e quase matei quem estava no meu grupo. Briguei, encrenquei, discuti com quase todo mundo: colegas, professores, funcionários! Sem contar nos estágios em que briguei com gente experiente por falta de experiência, mas aprendi, aprendi muito, aprendizados para a vida. Em outros, eu briguei porque tenho dificuldade em lidar com gente incompetente, mas entre uma discussão e outra (rs) a gente vai indo... E "A gente vai indo..." se tornou um sucesso, um projeto experimental inovador com parcerias certeiras, Ana Luiza, Juliana, Jéssica e professora Hellen. A gente chegou, e conosco vieram muitos planos e esperanças para enfrentarmos a realidade.

O que fica? Boas histórias e bons amigos! Fernando Pessoa disse que "tudo vale a pena se a alma não é pequena" Ah e como a alma é grande! Mesmo com a profissão desvalorizada pelo mercado, eu acredito nela e se o mercado é cruel, bora enfrentá-lo, afinal brigar é meu forte!

Aos meus colegas jornalistas Ana luiza Fernandes, Juliana Cunha, Jéssica Caixeta, Bruno Freitas, Renatha Pierini, Renan Barbosa, Edgar Barbosa, Bruna Rafaela e Edson Evaristo vamos fazer valer nosso diploma e contribuir para uma empresa, uma cidade, um país, um mundo melhor! Porque agora é oficial: somos jornalistas!

Nenhum comentário: