sexta-feira, 8 de outubro de 2010

/um mundo que quer respostas precisa de jornalistas


Genial a frase que a professora Patrícia Marques trouxe à tona para dar um gás à divulgação do vestibular do curso de Jornalismo da UNIVÁS-Pouso Alegre. ||um mundo que quer respostas precisa de jornalistas||

Com 22 anos de idade, o curso já formou grandes jornalistas e outros nem tão grandes assim, mas o fato é que o jornalista é muito mais que possuir um diploma de Comunicação Social após os quatro anos na faculdade. O profissional vive o ofício 24h por dia e enxerga pauta em mínimos detalhes. Não dá pra empurrar o jornalismo com a barriga e enganar a si mesmo, é preciso ir a campo, entrevistar, tirar fotos, gravar as entrevistas, redigir, editar, publicar o trabalho, com responsabilidade e ética. E aqueles que fazem o trabalho de um jornalista sem ética e responsabilidade não têm credibilidade e não crescem no meio e pior, em pouco tempo desaparecem.

Por isso o curso de Jornalismo muitas vezes forma apenas metade ou um terço daqueles que ingressam com um sonho de ser estrela de TV. Jornalismo não é glamour. É uma maneira de modificar a realidade que conflita a sociedade e propor soluções. Zuenir Ventura disse o seguinte "Não viemos a terra para julgar, nem para prender ou condenar. Viemos para olhar e depois contar. Não somos juízes, não somos promotores, somos JORNALISTAS, somos testemunhas do nosso tempo, uma testemunha crítica, não necessariamente de oposição mas implacavelmente crítica".

Por isso quem quiser embarcar nesse mundo e integrar o time de jornalistas que pretende responder as questões do mundo, faça o vestibular UNIVÁS. Antes disso conheça a história do curso >> http://bit.ly/db4Bx1

Nenhum comentário: