quinta-feira, 29 de julho de 2010

/depois da Copa, as Eleições




De quatro em quatro anos, o Brasil vibra ao assistir aos jogos da Copa do Mundo e com o mesmo intervalo de tempo, o país escolhe representantes políticos, este ano, depois da euforia do mundial de futebol, os candidatos já começaram a corrida pela conquista de votos, a diferença, no entanto, da Copa para as Eleições é o entusiasmo do brasileiro empreendido nos dois eventos, ou melhor, a falta de entusiasmo que o cidadão tem com as eleições.

Mas a obrigação de escolher bem os políticos é como o dever do técnico em escalar a seleção, muitos brasileiros ficaram insatisfeitos com Dunga ao levar certos jogadores ao mundial, o Brasil viu-se então com 190 milhões de alternativas, opiniões e críticas, agora, porém, é a vez de cada cidadão escalar quem irá permanecer por quatro anos no poder. Presidente, governador, senador, deputado federal e estadual, cinco pessoas merecerão o voto e assim como no futebol, é preciso acompanhar, reclamar, reivindicar melhoras e mudanças nas atitudes e maneiras de atuar.

Ao todo serão eleitos 513 deputados federais, de acordo com o art. 45 da Constituição Federal o número total de deputados, bem como a representação por estado e pelo distrito federal, deve ser estabelecido por lei complementar, proporcionalmente à população, procedendo-se aos ajustes necessários, no ano anterior às eleições, para que nenhuma das unidades da federação tenha menos de oito ou mais de setenta deputados. A Lei Complementar nº 78, de 30 de dezembro de 1993, estabelece que o número de deputados não pode ultrapassar quinhentos e treze. O IBGE fornece os dados estatísticos para a efetivação do cálculo. O estado de Minas Gerais tem 53 vagas para deputados federais.

Para os cargos de deputado estadual, 77 candidatos serão eleitos e ocuparão a Assembléia Legislativa. Já o Senado Federal compõe-se de 81 senadores. Ao todo, são eleitos três senadores por estado, incluindo o Distrito Federal. Os senadores têm mandato de oito anos. De acordo com o artigo 46 da Constituição Federal, a representação de cada estado e do Distrito Federal é renovada de quatro em quatro anos, alternadamente, por um e dois terços. Cada senador é eleito com dois suplentes.
E para fiscalizar tanto político não é preciso ir a Brasília ou a Belo Horizonte, é possível por meio dos sites dos órgãos acompanhar as decisões, pesquisar propostas apresentadas por determinado candidato, receber informativos, enviar mensagens direcionadas aos políticos. Os sites são: Assembléia Legislativa de MG www.almg.gov.br; Senado Federal www.senado.gov.br e Câmara dos Deputados www.camara.gov.br.

Nenhum comentário: